Arquivo da tag: Moradores

Descubra o que todo condômino quer

Os principais motivos que levam as pessoas a optarem por morar em condomínios são segurança e comodidade. Mas apesar de ter isso em comum, as pessoas que ali convivem podem ter variados perfis e isso gera diferentes demandas. Mediar as vontades do indivíduo com as necessidade do coletivo por vezes se torna uma tarefa árdua.

Frequentemente vemos síndicos frustrados pois se esforçam para vencer esse desafio mas sempre há quem esteja insatisfeito. Alguns gostariam de mais serviços, outros de mais economia, outros de regras mais flexíveis, uns preferem a reforma do salão de festas, outros a transformação da lanhouse em briquedoteca.

O que todos querem?

Continue lendo Descubra o que todo condômino quer

Corrupção no condomínio

O programa Fantástico exibiu neste domingo (12/06/2016) uma matéria sobre corrupção em condomínios.

Síndicos que desviaram dinheiro da conta do condomínio, superfaturaram obras e em alguns casos deixaram prejuízos acima de 500 mil reais para os demais moradores, que herdaram as dívidas e ficaram com obras inacabadas no condomínio.

Veja a matéria completa no site do Fantástico.

Isso nos leva a uma grande questão:

Você acompanha e fiscaliza a administração do seu condomínio?

Corrupção no Condomínio – O preço da omissão

Se você não participa das assembléias, reuniões e não fiscaliza a Continue lendo Corrupção no condomínio

Animais em condomínios – É proibido proibir

“Animais em condomínios” é um tema bastante discutido em assembleias e áreas comuns de condomínios. Mas, antes de iniciar qualquer discussão independente do assunto é de extrema importância conhecer o que diz o Regulamento Interno. Veja esse artigo e saiba como criar o  Regulamento Interno do seu condomínio e identificar os principais problemas que ele deve prever.

Por ser um assunto que é um dos campeões em reclamações, é importante observar se dentro do Regulamento interno existe um artigo especifico para definir as regras de convívio desses moradores ilustres como: uso da focinheira, porte do animal, condições adequadas de saúde e higiene, locais de circulação e como qualquer outro condômino respeitar os horários estabelecidos e não perturbar o sono de nenhum vizinho na madrugada com seus latidos ou outro som qualquer.  Saiba mais sobre a Lei federal  nº 3.688, a Lei do Silêncio.

Uma dica interessante tanto para os administradores e síndicos como para os condôminos é manter um cadastro atualizado dos animais de estimação inclusive com foto, nome, raça e etc.

É importante conhecer e controlar os mais fofos e bravos moradores de um condomínio para sua própria segurança e também caso aconteça uma eventual infração.

Proibir não é uma opção, já existem jurisprudências a favor de condôminos e seus pets, inclusive de grande porte. Alguns condomínios mais modernos já são entregues até com Pet Play (play ground para animais).

Esses espaços são específicos para os animais e separados das outras áreas sociais, segundo especialistas em comportamento animal os cães que brincam e  se exercitam ficam mais calmos, isso ajuda a manter o bom comportamento.

O mais importante é usar o bom senso e criar alternativas e regras modernas para que os que amam os animais e também os que não gostam muito possam conviver bem.

Autor: Ricardo Rosa Fernandes

Fontes: BluePet, Jusbrasil, R7 noticias