Arquivo da tag: jurídico

Conselho Fiscal – Para que serve?

O trabalho do Síndico é de suma importância para manter as boas condições de habitação do condomínio. Já discorremos sobre as suas principais atribuições no tópico “Síndico novo – Por onde começar”. Mas… e o conselho fiscal, você sabe para que serve?

O Conselho Fiscal – órgão instituído em Assembléia com a finalidade Continue lendo Conselho Fiscal – Para que serve?

Regimento Interno do Condomínio: O que deve conter?

O que é o Regimento Interno do Condomínio?

Para entender a importância do Regimento Interno, imagine que você mora numa cidade pequena onde todos os munícipes se conhecem, os filhos brincam juntos, frequentam o mesmo clube nos finais de semana, todos conhecem e quase diariamente encontram com prefeito pelas ruas da cidade.

Neste município todos os cidadãos vivem em sociedade de forma organizada porque existem regras a serem cumpridas e caso não sejam respeitadas haverá uma punição como em qualquer civilização. Aqui no Brasil as regras estão dentro da nossa Constituição Federal.

Assim também é um condomínio, mas ao invés de munícipes, são condôminos, a cidade é toda a área comum do condomínio e o clube é a piscina, academia, os espaços de lazer e demais áreas sociais, o prefeito é o sindico, e a constituição é o Regimento Interno do Condomínio que vai dizer o que deve e não deve ser feito dentro do residencial e de que forma advertir ou multar.

Quando nasce o condomínio, na assembleia de instalação é muito importante constituir um regimento interno que comporte todos os direitos e deveres dos condôminos e os eventuais conflitos.

Baixe agora um excelente modelo de Regimento Interno

Principais tópicos a observar:

  • Direitos e Deveres dos condôminos;
  • Áreas Comuns;
  • Animais de Estimação;
  • Assembleias Ordinária e Extraordinária;
  • Obras e reformas;
  • Fachadas;
  • Garagens;
  • Portaria
  • Segurança;
  • Coleta de Lixo;
  • Mudanças;
  • Sustentabilidade;

Uma dica importante é constituir um Regimento Interno provisório estabelecendo um prazo para regularizar o documento. Esse prazo serve para os moradores se ambientarem com residencial, conhecendo os vizinhos e as áreas comuns, utilizando os espaços e o condomínio vai tomando vida, a partir desse convívio é mais fácil dimensionar as situações e possíveis problemas que possam atrapalhar harmonia e o bom andamento do condômino.

Veja mais informações relevantes sobre gestão de condomínios aqui no blog do SIG condomínios!