Síndico Profissional

Síndico Profissional – Quando, Porque e Como contratar?

“Ninguém quer ser síndico!”

Essa frase tem ecoado em muitos condomínios onde, por falta de tempo, conhecimento ou até de interesse, nenhum morador está disposto a ser síndico. Para esses casos a contratação de um síndico profissional pode ser a solução.

Quando contratar um Síndico Profissional?

É importante identificar o motivo pelo qual ninguém quer ser síndico. Oferecer benefícios como remuneração, despesas custeadas pelo condomínio ou isenção da taxa condominial pode incentivar moradores a se candidatar.

Mas se realmente ninguém quiser ser síndico ou se não houver mesmo pessoa capaz de exercer o cargo, pode ser o momento de contratar um síndico profissional.

Porque contratar?

Além de assumir a função que ninguém mais quis, a principal vantagem de contratar um síndico profissional é a profissionalização da gestão do condomínio.

O síndico profissional é treinado, capacitado e tem experiência para exercer essa função. Não tem vínculos pessoais com moradores ou colaboradores o que também facilita a gestão profissional do condomínio. Veja este post: 5 Sinais de que Seu Condomínio está à Beira do Caos.

Ele tende a ser mais imparcial e por ser contratado exclusivamente para essa função tem mais tempo para atender as demandas do condomínio. Assim pode ser mais cobrado por resultados.

Como contratar?

O primeiro passo é escolher um bom profissional. Peça indicação para a sua administradora e outros condomínios. Faça pesquisa de antecedentes criminais e verifique se ele presta serviços para mais algum condomínio. Veja também se ele tem empresa própria ou é funcionário de alguma empresa. Neste último caso busque referências sobre ela também.

O segundo passo é preparar um contrato bem feito. É importante buscar assessoria jurídica ou da administradora de condomínios. Além dos direitos trabalhistas como férias, 13º salário, o contrato deve indicar a jornada detalhada do síndico, suas funções e sua remuneração.

A contratação do síndico profissional deve ser feita mediante a sua eleição em assembléia e a destituição também mas é importante que o contrato indique o período correto para que isso aconteça.

Resultado

Mesmo com a contratação de um síndico profissional é importante ter o apoio de uma boa administradora de condomínios que cuidará da contabilidade, cobranças e atividades fiscais em geral visto que os síndicos profissionais normalmente não atuam nessa área.

O condomínio precisa ter em mente que a figura do síndico profissional não substitui a necessidade de atuação dos condôminos, que através de um conselho consultivo darão as diretrizes e o respaldo para a gestão das atividades.  – Rodrigo Karpat

Sendo assim o resultado ainda depende da colaboração de todos.

O que torna um condomínio um excelente lugar para ser morar é a gestão de um síndico competente e dedicado, a atuação de funcionários bem treinados e a participação consciente dos condôminos.

Profissional de vendas dedicado a aproximar empresas com soluções inovadoras de outras empresas e pessoas, estreitando o relacionamento entre elas realizando bons negócios para todos.

Uma opinião sobre “Síndico Profissional – Quando, Porque e Como contratar?”

Deixe uma resposta