Corrupção no Condomínio

Corrupção no condomínio

O programa Fantástico exibiu neste domingo (12/06/2016) uma matéria sobre corrupção em condomínios.

Síndicos que desviaram dinheiro da conta do condomínio, superfaturaram obras e em alguns casos deixaram prejuízos acima de 500 mil reais para os demais moradores, que herdaram as dívidas e ficaram com obras inacabadas no condomínio.

Veja a matéria completa no site do Fantástico.

Isso nos leva a uma grande questão:

Você acompanha e fiscaliza a administração do seu condomínio?

Corrupção no Condomínio – O preço da omissão

Se você não participa das assembléias, reuniões e não fiscaliza a administração do seu condomínio, corre o risco de ter que arcar com os custos de uma má gestão ou até de um desvio de dinheiro.

“Se eu não participo de nada, se eu não confiro nada, o erro é meu, que deixei na mão de uma só pessoa aquilo que é obrigação de todos conferirem.” – Hubert Gebara – Vice-pres. do SECOVI – SP

Como mostra a matéria não são poucos os casos de condomínios destruídos física e economicamente após passar pelas mãos de síndicos corruptos. A conta desse prejuízo vai para os demais moradores.

“Depois, quando acontecem as coisas, não dá para se queixar.” –  Complementa Moacyr Schukster – Presidente SECOVI – RS

Faça sua parte não se omita, não deixe esta responsabilidade para os outros, pois eles também podem se omitir, então dê o exemplo seja participativo e fiscalize.

As vantagens de ser participativo

Quando participa, além de ajudar a evitar os problemas que vimos acima, você têm a oportunidade de fazer a diferença, ajudar a construir um lugar ainda melhor para se morar. Se você quer viver em um país melhor, o condomínio é um ótimo treino na vida democrática e em comunidade. Participe, opine, vote, fiscalize e dê o exemplo.

Como fiscalizar

Normalmente é enviado um balancete junto ao boleto da taxa de condomínio, é importante analisá-lo e observar se os valores condizem com os serviços realizados no condomínio, tamanho da equipe de funcionários, volume de materiais gastos e demais geradores de despesas.

Além disso, de acordo com o Código Civil, é de responsabilidade do síndico a Prestação de Contas e Previsão Orçamentária que devem ser feitas e aprovadas anualmente em assembléia.

Se o síndico se nega a fazer prestação de contas é possível solicitá-la judicialmente ou destituí-lo do cargo, neste caso será necessário reunir um quarto dos condôminos, com suas obrigações em dia, e convocar uma assembléia extraordinária com esse fim, mas isso é assunto para um outro post. Você pode solicitar mais informações de como proceder comentando esse post logo abaixo.

O outro lado da moeda

Corruptos existem em todos os lugares e profissões, muitos síndicos são honestos, desejam fazer um bom trabalho e se esforçam muito para isso, pois não é fácil administrar um condomínio. Este outro post fala sobre esse desafio e como é possível melhorar o dia a dia em um condomínio tanto para o síndico quanto para os condôminos. Por isso valorize o síndico do seu condomínio.

Facilitador

Com o Sistema SIG fica muito mais fácil se tornar participativo. Com ele você consegue se comunicar de maneira mais rápida e fácil no condomínio, participar de enquetes, reservar salão de festas, abrir ocorrências, ser avisado sobre suas encomendas e muito mais, além de acompanhar as benfeitorias no condomínio.

O SIG ajuda o condômino a cobrar o síndico e ajuda o síndico a fazer uma gestão melhor. Saiba mais aqui.

Profissional de vendas dedicado a aproximar empresas com soluções inovadoras de outras empresas e pessoas, estreitando o relacionamento entre elas realizando bons negócios para todos.

Deixe uma resposta